UFG anula etapa do processo seletivo para residência médica no Hospital das Clínicas

Por em janeiro 19, 2017

Após reunião entre o Ministério Público Federal em Goiás (MPF/GO) e o presidente da comissão responsável pelo processo seletivo para o Programa de Residência Médica do Hospital das Clínicas da Universidade Federal de Goiás (UFG) 2017, ocorrida na última segunda-feira, 16 de janeiro, a Instituição de Ensino resolveu anular a última etapa do certame. O motivo seria a ocorrência de supostas irregularidades durante a realização da segunda fase do concurso (prova prática), realizada no dia 27 de novembro de 2016.

Para a procuradora da República Mariane Guimarães de Mello Oliveira, responsável pelo caso, “a decisão da UFG de anular a etapa do processo seletivo com indícios de irregularidades foi acertada e demonstra a seriedade com que aquela universidade tratou a questão, preservando, assim, o respeito e a credibilidade que a instituição tem junto à sociedade goiana e brasileira”.

O MPF/GO esclarece que os candidatos deverão se informar à UFG sobre a remarcação da data para a realização das novas provas.

Entenda – Desde de dezembro de 2016, tramita no MPF/GO Procedimento Preparatório (autos nº 1.18.000.004063/2016-11) para apurar diversas denúncias de candidatos que se sentiram prejudicados por supostas irregularidades ocorridas na fase da prova prática do concurso. Alegaram, em especial, a falta de fiscalização do uso e porte de telefones celulares pelos candidatos que realizaram as provas no primeiro grupo, o que permitiria a comunicação com candidatos do segundo grupo, bem como o uso de jalecos com logotipo, de fácil identificação, inclusive da UFG, pelos candidatos.

De acordo com os denunciantes, teria ocorrido negligência na fiscalização por parte da organização do certame, já que o edital proibia expressamente o uso de qualquer tipo de aparelho de comunicação no prédio onde se realizaria as provas.

Para mais informações, clique aqui e leia o Edital Complementar da Comissão de Residência Médica da UFG.

*Informações do Ministério Público Federal em Goiás

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *