TJ/AL lança Câmara Técnica de Saúde

Por em março 28, 2016

O Tribunal de Justiça de Alagoas (TJ/AL) lançará, nesta quarta-feira (30), a Câmara Técnica de Saúde do Poder Judiciário alagoano (CTS), criada a partir de recomendação do Conselho Nacional de Justiça (CNJ) para auxiliar magistrados em decisões que envolvem questões relacionadas à saúde.

A cerimônia de lançamento, que será conduzida pelo presidente do TJ/AL, desembargador Washington Luiz Damasceno Freitas, começa às 9h, no auditório Danilo Antônio Barretto Accioly, localizado no 1º andar da Corte, na Praça Deodoro, em Maceió, e contará com a presença de autoridades do estado.

“Muitas vezes, pede-se que seja fornecido determinado tratamento ou equipamentos para uso do paciente, e o magistrado, por ter formação jurídica, não tem conhecimento adequado para saber se a solicitação é correta. Então, isso ocorrendo, o juiz ouve a Comissão e, dentro da recomendação do profissional habilitado, é que ele vai decidir quanto ao pedido”, explicou Washington Luiz.

De acordo com o médico Georges Basile Christopoulos, que integra a  Câmara e participou da elaboração do projeto, o assessoramento aos magistrados será dado 24h por dia, de segunda a domingo. “Já na segunda começaremos os trabalhos no Juizado da Fazenda Pública, comandado pelo juiz Geraldo Tenório Silveira Júnior, durante 30 dias, e depois ampliaremos os serviços, gradativamente, para outras unidades”, informou, destacando que os pareceres serão enviados aos magistrados em até 24h após a solicitação.

Para o juiz Maurílio Ferraz, que atua junto à Presidência do TJ/AL,  o projeto otimizará não somente o trabalho dos magistrados, mas também de outros profissionais que atuam no sistema de Justiça.

“Com a CTS, tanto os advogados públicos quanto os privados, bem como médicos e procuradores, terão orientações das novas decisões técnico-científicas, e isso lhes permitirá uma mínima previsibilidade para saber, dentro de demandas repetitivas, o que o Judiciário vem decidindo, ou seja, o trabalho os ajudará na elaboração dos pleitos”, disse.

A CTS  é composta por 15 profissionais de saúde, dos quais 13 são médicos e dois são dentistas. Entre os médicos, dois são especializados em Medicina do Trabalho. Os profissionais integram a junta médico-odontológica do Poder Judiciário alagoano.

*Informações do TJ/AL

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *