Teste de qualidade é obrigatório em todos os bancos de sangue públicos e privados

Por em novembro 13, 2014

Desde 2013, o Ministério da Saúde garante por lei que os serviços de saúde públicos e privados do País realizem um teste que identifica se o doador de sangue é portador de alguma doença transmissível.

O teste NAT é realizado nas bolsas de sangue coletadas pelo SUS, Sistema Único de Saúde, e também pelo serviço privado.

O coordenador geral de sangue e hemoderivados do Ministério da Saúde, João Paulo Baccara, explica que o teste oferece a segurança da qualidade da transfusão de sangue para o receptor. “É uma tecnologia desenvolvida para a detecção de agentes infecciosos. Na sorologia comum, para HIV, por exemplo, nós demoraríamos 21 dias para detectar a presença do anti-corpo, do momento do contágio até o momento do exame positivo. No caso do o NAT para HIV, esse tempo reduz à 11 dias, na hepatite C, de  70 para 11 dias também.”

A farmacêutica do Hemocentro de Brasília, Renata Alencar, completa que o teste NAT é uma garantia a mais para que a transfusão de sangue seja realizada com segurança. “É obrigatório pela legislação nacional de sangue, pela regulamentação, pelas RDCs, pelas portarias. Esse exame é obrigatório em todo banco de sangue. Ter segurança que você está diminuindo a probabilidade de você transfundir uma doença transmitida pelo sangue.”

(Informações do Portal Brasil)

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *