Resolução do CRM-MT exige capacitação de médicos para urgência e emergência

Por em maio 13, 2013

O Conselho Regional de Medicina de Mato Grosso (CRM-MT) publicou no início do mês de maio, no Diário Oficial a Resolução 003/2012, que estabelece critérios para o atendimento de urgência e emergência nas unidades médicas do estado.
A principal mudança é a obrigatoriedade dos médicos que trabalham em pronto-atendimentos, pronto-socorros, policlínicas ou qualquer outra instituição que receba casos de urgência ou emergência a se capacitarem na área.

“Uma das atribuições do CRM-MT é fiscalizar o exercício da medicina. Visitando as mais diversas unidades de atendimento médico de Mato Grosso, constatamos que, na maioria delas, não há um profissional adequadamente preparado para fazer o primeiro atendimento nos casos de urgência e emergência. E justamente esse primeiro atendimento é crucial para a sobrevida do paciente”, afirmou a presidente do Conselho, Dalva Alves das Neves.

O CRM-MT já oferece aos médicos do estado um curso de qualificação na área de urgência e emergência. Dividido em quatro módulos e com total de 60 horas, o médico recebe aulas teórica e prática sobre as principais patologias críticas. “Elaboramos o curso de acordo com o conteúdo programático que é oferecido pelo SAMU. Nossa preocupação é o que os médicos tenham condições de diagnosticar e fazer o primeiro atendimento de um acidente vascular cerebral, um infarto do miocárdio, uma hemorragia abdominal ou qualquer outro caso crítico, a fim de estabilizar o paciente e encaminhá-lo para o especialista”, destacou Arlan de Azevedo Ferreira, vice-presidente do CRM-MT e coordenador do curso.

A Resolução entra em vigor a partir de novembro. Os médicos e unidades de saúde que descumprirem a exigência serão responsabilizados profissionalmente.

Confira aqui a Resolução 003/2012, do CRM-MT. (Informações do CFM)

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *