Proposta que reduz carga horária de agentes de saúde é desarquivada

Por em Março 10, 2019

A Câmara vai voltar a analisar proposta (PL 5312/16) que estabelece carga horária de 30 horas semanais para agentes comunitários de saúde e agentes de combate a endemias.

O autor do projeto, deputado Fausto Pinato, do PP de São Paulo, defendeu que a diminuição é necessária porque esses profissionais realizam seu trabalho percorrendo as cidades sob o sol forte, chuva e frio.

O deputado Fábio Henrique, do PDT de Sergipe, defende a proposta, que, segundo ele, é muito importante para a categoria:

“Entendemos que é um projeto extremamente justo, porque são profissionais que, no sol e na chuva, trabalham diariamente. Eu já fui prefeito e sei a importância que estes profissionais têm para saúde pública do Brasil.”

O presidente do Sindicato dos Agentes Comunitários de Saúde da Grande São Paulo, Rodrigo Costa, destacou que a carga horária de um agente é muito maior que a prevista em contrato, uma vez que eles residem nas comunidades em que atuam.

“Porque você diminui uma carga muito grande hoje do trabalhador, tendo em vista que há um estresse muito grande pelos trabalhadores da saúde como um todo e as 30 horas já tem sido provado que é extremamente necessário para que haja uma condição melhor de trabalho.”

A proposta que estabelece jornada de 30 horas semanais ainda deve ser analisada pela Comissão de Seguridade Social e Família.

(Informações da Agência Câmara)

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *