Problemas éticos identificados por enfermeiros

Por em abril 10, 2015

Lucília Nunes, do Instituto Politécnico de Setúbal (Portugal), apresenta em artigo os resultados da análise das questões éticas identificadas por enfermeiros perante usuá­rios em situação crítica, de risco iminente de morte, e cuja sobrevivência depende de métodos avançados de vigilância, monitorização e terapêutica. As principais preocupações éticas dizem respeito à informação ao cliente, ao acompanhamento em fim de vida, à responsabilidade profissional em intervenções interdependentes; as temáticas reportam à decisão da pessoa (consentimento/recusa de proposta terapêutica), dilemas na informação, atuação nos processos de morrer e decisão de não tentar reanimar, respeito pelos direitos humanos em contextos desfavoráveis. Destaca-se as dimensões do sentido de responsabilidade, da influência da consciência moral nas decisões, da deliberação de proteger o Outro em risco e da vivência de episódios profissionais de superação; finalmente, identificamos fatores mediadores na gestão das dificuldades éticas.

Confira o artigo na íntegra clicando aqui.

(Texto originalmente publicado na Revista Bioética, do Conselho Federal de Medicina), Vol. 23, No 1, 2015)

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *