Polícia Federal prende três servidores da Anvisa por ações ilícitas em licenças de importação

Por em novembro 11, 2014

A respeito da Operação Saga, deflagrada em Santos (SP) pela Polícia Federal (PF), nesta terça-feira (11/11), que resultou na prisão de três servidores da Anvisa e na condução coercitiva de outros quatro para prestar esclarecimentos, a Anvisa informa que:

A Agência, por meio de sua Coordenação de Segurança Institucional, prestou apoio à PF durante a deflagração da operação policial e durante sua fase investigativa.

A Operação teve por objetivo desarticular ações ilícitas que buscavam antecipar as anuências e assegurar deferimentos sanitários em licenças de importação.

A ação da PF envolve mandados de prisão preventiva, condução coercitiva e busca e apreensão nas capitais de São Paulo, Rio de Janeiro e Mato Grosso do Sul, além dos municípios de Santos, São Vicente, Praia Grande e Guarujá na baixada santista.

Em 2012 e 2013, chegaram ao conhecimento da Anvisa, por meio de veículos de comunicação e denúncias anônimas, notícias de possível envolvimento de servidores da Agência em atos ilícitos no Porto de Santos.

Em razão desses fatos, a direção da Anvisa solicitou à Corregedoria da Agência a abertura de procedimento administrativo apuratório e oficiou a Polícia Federal, dando ciência formal das denúncias. Posteriormente, foi encaminhada à PF cópia do relatório produzido pela Auditoria Interna da Agência, visando subsidiar as investigações.

A Anvisa ressalta que permanecerá contribuindo para a conclusão das apurações e dará continuidade às investigações e ações administrativas que lhe competem em relação aos fatos acima mencionados.

Esclarece, por fim, que já constituiu força-tarefa que será enviada a Santos, a fim de manter a regularidade das atividades de seu posto portuário local.

(Informações da Anvisa)

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *