PF prende homem por exercer ilegalmente a profissão de médico

Por em janeiro 21, 2015

A Polícia Federal prendeu, em flagrante, um homem que trabalhava em regime de plantão no Hospital Municipal Santo Antônio, situado na cidade de Mortugaba (BA), utilizando o CRM de outro médico, por quem respondeu durante os cinco meses em que trabalhou no Hospital.

A denúncia de que uma pessoa estaria exercendo ilegalmente a medicina estava sob apuração desde o fim de 2014. Policiais federais se dirigiram ao hospital após ter acesso a uma escala de plantão, na qual identificaram o suspeito. Ao chegar ao local, foram informados de que o mesmo estaria descansando nas dependências do hospital.

Após revistarem a mochila do suspeito, foram encontrados diversos documentos em seu nome, inclusive um diploma emitido por uma universidade boliviana, com uma foto sua, um carimbo e também algumas receitas médicas emitidas pelo mesmo na farmácia em frente ao hospital.

A Secretaria de Saúde de Mortugaba informou que o suposto médico teria sido indicado para trabalhar no hospital municipal da cidade pela prefeitura de Urandi (BA), onde teria trabalhado.

Ainda conforme a Secretaria, os pagamentos feitos aos suspeitos eram oriundos de verbas repassadas pelo Ministério da Saúde.

O acusado responderá por exercer ilegalmente a medicina.

(Informações da Polícia Federal)

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *