Parecer dispõe sobre as práticas médicas para assistência de dependentes químicos

Por em junho 22, 2015

Os médicos, notadamente os psiquiatras, devem obedecer às Leis nºs 10.216/01, 12.842/13 e ao disposto nas Resoluções CFM nºs 2.056 e 2.057, de novembro de 2013, que estabelecem as regras para o atendimento em ambientes médicos seguros para a assistência aos doentes mentais, dentre eles os dependentes químicos.

As Comunidades Terapêuticas, conforme definição da RDC Anvisa nº 29/11, não são consideradas ambiente médico, portanto não podem se inscrever nos Conselhos Regionais de Medicina, nem ser consideradas seguras para as internações involuntárias e compulsórias, vetando aos médicos a prescrição de sua indicação para o tratamento dos doentes mentais.

Confira o Parecer CFM Nº 09/2015 clicando aqui.

*Informações do Conselho Federal de Medicina

 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *