Parecer trata do uso de Mabthera para tratamento do linfoma de Burkitt

Por em outubro 10, 2016

Não há aprovados no Brasil protocolos de tratamento com a utilização de Mabthera® (Rituximabe) para linfoma de Burkitt. É o que esclarece o Parecer número 32/16, publicado pelo Conselho Federal de Medicina.

De acordo com o documento, não há no Brasil protocolo específico de tratamento neste grupo de pacientes, tampouco diretrizes da Associação Médica Brasileira ou do Ministério da Saúde nesse tipo incomum de linfoma altamente agressivo.

Para ler o documento na íntegra, clique aqui.

*Informações do CFM

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *