Parecer CFM esclarece uso do procedimento “nucleoplastia por via percutânea”

Por em janeiro 27, 2017

A Nucleoplastia por via percutânea deve permanecer como procedimento experimental, de acordo com o estabelecido no sistema CEP/CONEP.

É o que esclarece o Parecer número 54/2016, publicado pelo Conselho Federal de Medicina, em resposta à consulta do Poder Judiciário do Estado de Santa Catarina.

De acordo com o documento, enquanto não dispusermos de estudos clínicos randomizados controlados, com seguimento em longo prazo, comparando a nucleoplastia com outras modalidades cirúrgicas, e pela falta de evidência na literatura científica, a nucleoplastia deve ser considerada procedimento experimental.

Para ler o documento na íntegra, clique aqui.

*Informações do CFM

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *