Parecer trata da assistência religiosa a pacientes da UTI

Por em dezembro 2, 2015

A prestação de assistência espiritual e religiosa de pacientes internados nas UTIs deve ser assegurada pelas instituições hospitalares, desde que demandada pelos mesmos e/ou seus familiares e respeitadas as normas vigentes dessas instituições e a condição clínica do paciente.

A orientação é tratada no Parecer 43/15, do Conselho Federal de Medicina (CFM).

Para ler o documento na íntegra, clique aqui.

*Informações do CFM

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *