Parecer dispõe sobre o uso de monitorização cerebral tipo BIS

Por em setembro 27, 2016

O Conselho Federal de Medicina foi instado pelo Conselho Regional de Medicina de Pernambuco (CREMEPE) a se manifestar sobre o uso de monitorização cerebral intraoperatória.

Para o CFM, a monitorização cerebral intraoperatória é recomendada nas condições clínicas preconizadas. As evidências médicas do uso de monitorização cerebral intraoperatória propiciam melhor acompanhamento das condições clinicas dos pacientes e por isso precisam ser instituídas e regulamentadas inclusive por modificação da Resolução CFM nº 1.802/2006.

Para ler o documento na íntegra, clique aqui.

*Informações do CFM

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *