Operação da PF investiga venda de vagas em faculdade de medicina de MG

Por em setembro 21, 2020

A Polícia Federal (PF) realizou em Belo Horizonte, a “Operação Hipócrates”, para combater associação criminosa que supostamente oferecia e vendia vagas na Faculdade de Medicina da Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG), com provável atuação em faculdades de medicina de outros estados, segundo a PF.

Durante a investigação, que durou mais de um ano, identificou-se que os estelionatários teriam utilizado documentos falsificados, com timbre e assinaturas falsificadas de servidores da Faculdade de Medicina.

A Polícia Federal pediu o bloqueio judicial das contas dos investigados e cumpriu mandados de busca e apreensão, expedidos pela 4ª Vara Federal de Belo Horizonte. Três mandados de busca e apreensão foram cumpridos nos municípios de Contagem, na Grande BH, Goiânia (GO) e Rio de Janeiro (RJ). Os investigados responderão por crimes de estelionato, falsificação de documento, uso de documento falso e associação criminosa, assim podendo chegar até 20 anos de prisão.

Confira matéria publicada no G1 clicando aqui. (Informações do G1 e AMB)

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *