Município indenizará pedestre atropelado por ambulância

Por em setembro 16, 2016

“Ora, se o interesse é resguardar uma vida e encaminhá-la o mais rápido possível para o hospital competente, é fato que isso deve ser feito, entretanto, com segurança e respeitando as regras de trânsito”. Foi com esse entendimento que o magistrado da Vara única de Fundão condenou um motorista e a Prefeitura de Linhares a indenizar em R$ 7.892,99 um homem que foi atropelado por uma ambulância do Município.

Nos autos, o autor da ação sustenta que foi atingido violentamente por uma ambulância Fiat/Ducato, que avançou o sinal fechado durante a travessia do pedestre. Em sua defesa, os réus alegaram que a ambulância é um veículo que possui prioridade ao transitar, e que no momento do acidente, o veículo em questão transportava um paciente em estado grave.

Porém, para o juízo de fundão, o fato de se tratar de uma ambulância não permite que ela seja conduzida sem cautela ou respeito pelas normas de trânsito. Nesse sentido, o magistrado afirma que o motorista assumiu ter praticado manobras imprudentes, como ultrapassar o sinal vermelho sem segurança, e em alta velocidade.

Dessa forma, o juiz concluiu que o condutor expôs a risco não apenas a sua vida, mas também a da paciente e da enfermeira transportada, assim como a do requerente que comprovadamente transitava de forma cautelosa e prudente, justificando assim, a condenação.

Processo: 0013725-60.2012.8.08.0059

*Informações do TJES

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *