Governo libera linhas de crédito para renegociação de dívidas de santas casas e filantrópicos

Por em julho 16, 2019

As santas casas e hospitais filantrópicos são responsáveis por quase 55% de todos os atendimentos prestados pelo SUS. Mas a dívida dessas instituições hoje chega R$ 22 bilhões, incluídos os empréstimos bancários, dívidas com fornecedores e com passivos trabalhistas. Para reduzir a dificuldade financeira por que estas instituições estão passando, o Governo Federal lançou um programa que vai disponibilizar linhas de crédito que, durante quatro anos, vão praticamente cobrir esse total de recursos para que os hospitais possam refinanciar todas as suas dívidas com juros melhores. Como explica o superintendente da Confederação das Santas de Misericórdia, hospitais e entidades filantrópicas, Jose Luiz Spigolon.

“Os hospitais hoje estão gastando quase um bilhão e duzentos por ano para pagar juros a bancos. Esse dinheiro poderia está sendo aplicado na assistência da população à medida que nós vamos ter uma oferta com juros bem menores Vai facilitar o fluxo de caixa dos hospitais e uma parte muito grande dinheiro que tá indo para pagar juros em branco vai ser aplicado na assistência na melhoria da assistência para população.”

O Presidente da Caixa, Pedro Duarte Guimarães, disse o programa será bom para todos os envolvidos:

“É uma linha abaixo de 1% ao mês em todas as duas linhas isso é muito representativo de novo uma redução acima de 40%, e o que está em linha com que o Presidente da República e o ministro Paulo Guedes determinaram, e como a gente consegue fazer as linhas de uma maneira em que a caixa ganhar dinheiro e que dê retorno social para sociedade essa combinação muito importante.”

O ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta, também elogiou o programa:

“Não é o melhor dos mundos que o melhor dos mundos seria se nós tivéssemos os contratos todos equilibrados mas sem dúvida é o maior oferta de crédito e ampliação até 120 meses para se alongar o perfil da dívida e diminuir o valor das parcelas do que a gente acredita que vai dar um fôlego para o setor para a gente discutir um orçamento nessa casa esse ano mais realista para o setor hospitalar brasileiro.”

O presidente da Frente Parlamentar de Apoio às Santas Casas, deputado Antônio Brito, do PSD da Bahia, relembrou o fato de que o programa também foi aprovado na Câmara dos Deputados:

“Esse é o ato de hoje com a presença do Ministro Luiz Henrique mandetta que fez questão de vir nesta casa com a presença de senadores e deputados federais santas casas e hospitais filantrópicos do Brasil inteiro são realmente está de parabéns o Senado Federal Congresso Nacional o que tá fazendo valer a casa do povo e retornar das leis ações efetivas na melhoria da qualidade de vida da Saúde da população brasileira.”

Segundo o governo, os recursos virão do FGTS e o dinheiro para os empréstimos já foi liberado.

*Informações da Agência Câmara

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *