Fórum em 2014 poderá debater residência médica após a MP 621

Por em outubro 17, 2013

O próximo Fórum Nacional de Ensino Médico poderá discutir temas como residência médica e uma avaliação inicial da implementação do programa Mais Médicos. Os possíveis temas do encontro foram indicados pelos membros da Comissão de Ensino Médico (graduação  pós-graduação – residência médica – educação continuada) das Entidades Médicas Nacionais, integrada pela Associação Médica Brasileira (AMB), Conselho Federal de Medicina (CFM) e Federação Nacional dos Médicos (Fenam), reunidos nesta terça-feira (15), no CFM.

A ideia surgiu da preocupação dos membros do grupo em relação aos desdobramentos da MP 621/13 no que compete à formação do médico na pós-graduação. “Estamos preocupados em como será a prestação de serviços de saúde, bem como o desenvolvimento da residência depois da implementação dessa medida do governo. Vamos discutir o que podemos esperar e o que podemos fazer”, disse o coordenador adjunto da Comissão, Henrique Batista.
De acordo com a MP, que criou o Programa Mais Médicos, a intenção é que cada médico formado tenha uma vaga em residência. Para cumprir a meta, serão consideradas as modalidades criadas em Medicina Geral de Família e Comunidade e outras de acesso direto. Os egressos do curso de medicina terão o primeiro ano da pós-graduação em atividades na Atenção Básica no Sistema Único de Saúde (SUS) e depois o residente poderá se especializar nas áreas específicas de clínica médica; pediatria; ginecologia e obstetrícia; cirurgia geral; psiquiatria; e medicina preventiva e social.
O próximo encontro da Comissão de Ensino Médico está previsto para 21 de novembro. O Fórum Nacional de Ensino Médico foi agendado para os dias 7 e 8 de maio de 2014. (Informações do CFM e Fenam)

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *