FENAM participa de negociação de Acordo Coletivo de Trabalho de servidores da Ebserh

Por em Fevereiro 7, 2018

Ontem, terça-feira (6), o presidente da Federação Nacional dos Médicos (FENAM), Dr, Jorge Darze, e o diretor de Saúde Suplementar da entidade, Dr. Antônio José, estiveram presentes, junto com representantes da Confederação dos Trabalhadores no Serviço Público Federal (Condsef), em reunião da Mesa Nacional de Negociação Permanente (MNNP) da Empresa Brasileira de Serviços Hospitalares (Ebserh), Brasília (DF). O objetivo do encontro foi tratar o Acordo Coletivo de Trabalho (2018) dos servidores da empresa, cuja data-base é 1º de março.

De acordo com Darze, o processo de negociação com a Ebserh tem sido desgastante. No ano anterior, a empresa não apresentou proposta de reposição, sendo assim, uma resposta de 0% de aumento, e muito menos trouxe para essa reunião alguma reposta às reivindicações dos trabalhadores. “Nós ficamos preocupados se a empresa irá repetir a atitude anterior de não negociar e não atender às reivindicações dos trabalhadores, que são justas. A pergunta que não quer calar é saber se poderemos ter a esperança de ter uma resposta diferente do ano passado”, indagou o presidente da FENAM.

As entidades apresentaram uma nova proposta para a Ebserh, no entanto, a coordenadora de desenvolvimento de pessoas da Ebserh, Mara Annumciato, disse que ainda não recebeu as informações do governo sobre os limites da negociação, mas que em relação às cláusulas sociais irá tentar manter e avançar sem que haja impactos financeiros.

Para o secretário-geral da Condsef, Sérgio Ronaldo da Silva, é importante manter a data-base, 1º de março, e ter um termo aditivo ao ACT passado para garantir essa data.

Após a reunião, as entidades se reuniram para discutir quais seriam os próximos passos para a negociação com a empresa e organizar a mobilização das entidades para conseguir alcançar as reivindicações. Está sendo proposto uma agenda nacional de protesto para o dia 1º de março.

*Informações da FENAM

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *