Falta de atualização do SIASUS pode bloquear repasses. Veja nota informativa

Por em novembro 10, 2016

O Conjunto Mínimo de Dados (CMD) começou a substituir o Sistema de Informações Ambulatoriais do SUS (SIASUS) desde 25 de agosto. A implantação desse novo programa será feita de forma gradual e, por isso, os estados, Distrito Federal e municípios devem continuar alimentando o SIASUS com informações e dados dos estabelecimentos de saúde do país para receber os repasses da Vigilância Sanitária.

Durante a transição dos sistemas, os estabelecimentos de saúde que não abastecerem o SIASUS durante três meses consecutivos, terão o repasse de recursos financeiros cortados. A Resolução que institui o CMD foi publicada no Diário Oficial da União (DOU) em 9 de setembro de 2016.

Para informações mais detalhadas, confira a Nota Informativa 001/2016.

*Informações da Anvisa

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *