Exame do Cremesp 2018 aprova 61% dos recém-formados

Por em outubro 1, 2018

O Conselho Regional de Medicina do Estado de São Paulo (Cremesp) apresentou os resultados do Exame do Cremesp 2018. Pelo segundo ano consecutivo, os números apontam que mais da metade dos alunos do 6º ano e recém-formados de escolas médicas do Estado de São Paulo foi aprovada na avaliação.

O Exame de 2018 teve recorde de inscrição e de participação entre todas as edições, com 4.690 inscritos (30% a mais em relação a 2017) e 3.174 participantes do Estado de São Paulo, dos quais 61,8% – ou 1.961 – acertaram mais de 60% das 120 questões da prova, porcentagem que o Cremesp considera mínima para a aprovação. Os outros 38,2% – ou 1.213 participantes – acertaram menos de 60% das questões. Além disso, a edição contou com a participação de todas as escolas médicas do Estado de São Paulo que já tem turmas formadas.

Em comparação ao Exame de 2017, com 64,6% de aprovação, neste ano houve similaridade no desempenho dos novos médicos, diferentemente dos anos anteriores, com índice de aprovação 21% menor em 2016. Para Bráulio Luna Filho, 1º secretário do Cremesp e coordenador do Exame, os resultados positivos das provas vêm se mantendo como consequência do trabalho do Conselho com as escolas médicas. “A avaliação conquistou um selo de qualidade no mercado, resultado disso, é a exigência da prova para residência médica e concursos. Isso também faz com que a prova ganhe mais importância e adesão entre os recém-formados”, analisou Luna Filho.

Desde o início do Exame, há 14 anos, as escolas participantes recebem um relatório pormenorizado de desempenho de seus alunos por área de conhecimento – preservando-se a identidade dos mesmos – para que possam ter subsídios para corrigir falhas ou aprimorar os cursos avaliados.

O Exame do Cremesp, destinado aos alunos do 6º ano e aos recém-formados em Medicina, é facultativo e permite que os egressos testem seu conhecimento e que as escolas tenham parâmetros de desempenho por áreas. Os resultados podem contribuir para o debate sobre a qualidade da formação médica, sobretudo, quando existe um grande número de escolas em funcionamento no Estado. “Temos que investir em qualidade e não apenas em quantidade, pontuou Lavínio Nilton Camarim. Seguramente, é imprescindível, também, levar condições de trabalho, equipes multidisciplinares, programas de fixação de médicos e planos de carreira para o profissional trabalhar adequadamente”, complementou Camarim.

Confira relatório completo com os resultados do Exame aqui. A Coletiva de imprensa pode ser acessada no canal do Cremesp no YouTube neste link.

Resultados individuais

Os alunos do 6º ano e recém-formados que realizaram o Exame do Cremesp 2018 podem acessar seu Boletim de Desempenho no site da Fundação Carlos Chagas, entrando com os mesmos login e senha utilizados para a inscrição na prova.

*Informações do Cremesp

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *