Cremesp notifica Ministério Público e Conselhos de Odontologia pela prática ilegal da Medicina

Por em Fevereiro 19, 2019

O Conselho Regional de Medicina do Estado de São Paulo (Cremesp), após tomar conhecimento de divulgação nas redes sociais de condutas privativas da Medicina e de tratamentos sem reconhecimento científico, prescritos por profissionais não médicos, enviou ofício, em janeiro deste ano, ao Ministério Público de São Paulo (MP-SP), solicitando imediata apuração dos fatos.

As publicações referem-se ao profissional Marco Antonio Botelho Soares, que se intitula criador de técnica de modulação hormonal com nanopartículas, para cura de doenças graves, como o câncer, apresentando resultados ‘médicos’ obtidos com seus ‘pacientes’; e a Karina Lorenzon May, que ministra palestras em curso do também profissional não médico, Marco Antonio Botelho, sobre modulação hormonal no tratamento do espectro autista. Os Conselhos Regionais de Odontologia do Ceará e de Santa Catarina, onde Soares e Karina estão inscritos, respectivamente, também foram notificados.

Frente a esses fatos gravíssimos, que podem se configurar em exercício ilegal da Medicina, e à possível infringência da Lei 5.081/1966, que regula o exercício da Odontologia, o Cremesp solicitou, nos ofícios enviados aos Conselhos e ao MP-SP, investigação urgente das condutas desses profissionais, que, se comprovadas, estarão colocando em risco a saúde da população.

(Informações do Cremesp)

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *