Cremesp: Mulheres já são maioria entre médicos jovens

Por em dezembro 21, 2016

São Paulo tem, atualmente, 123.761 médicos com endereço em território paulista e em atividade. Destes, 55,3% são homens e 44,7% são mulheres. No entanto, essa relação se inverte quando se trata do grupo até 35 anos, que tem predominância feminina, com 54%. Na faixa mais jovem, com idade inferior a 25 anos, elas já representam 58,1%. Em 2014, segundo a Demografia Médica Brasileira de 2015, médicas nessa faixa eram 56,2%.

Esse movimento demonstra uma rápida feminização da categoria, marcada por uma maior presença feminina entre os formandos de Medicina, que teve um crescimento nos últimos 10 anos, registrando 50%, em 2006, e chegando a 54,5% em 2014 e 52,2% no ano seguinte.

Em 1980, entre os novos inscritos no Cremesp, as mulheres representavam apenas 31,41%, segundo dados da Demografia Médica no Estado de São Paulo. De lá para cá, em 35 anos, a presença da mulher entre novos médicos cresceu 66,19%.

Veja mais sobre a feminização da Medicina e outros dados estatísticos no site da Demografia Médica.

*Informações do Cremesp

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *