Cremesp interdita médico denunciado por abuso sexual em São Paulo

Por em setembro 29, 2020

O Conselho Regional de Medicina do Estado de São Paulo (Cremesp) informa que o médico Abib Maldaun Neto foi suspenso cautelarmente, em decorrência de denúncias sobre abuso sexual. A interdição terá validade a partir da publicação em Diário Oficial da União, para o qual o edital já foi enviado.

A suspensão é válida por seis meses, podendo ser renovada por igual período e, neste prazo, o registro profissional do médico ficará suspenso em todo o território nacional.

O Cremesp esclarece ainda que, mesmo com a interdição cautelar, sindicâncias e processos ético-profissionais em curso contra o médico seguirão normalmente, sob sigilo determinado por lei.

O Conselho reitera ainda que – dentro de suas atribuições institucionais e de acordo com as normas legais – cumpre seu dever de apurar infrações éticas cometidas por médicos, no exercício da profissão, quando oficialmente acionado ou quando os fatos chegam ao seu conhecimento (ex officio).

*Informações do Cremesp

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *