Cremesp debate terminalidade da vida na Câmara Municipal de São Paulo

Por em julho 2, 2018

A Câmara Municipal de São Paulo sediou, na sexta-feira (29), o I Simpósio Brasileiro sobre Diretivas Antecipadas de Vontade, Cuidados Paliativos e Morte Digna. O evento, organizado pela jornalista responsável pelo site Faz Muito Bem, Lina Menezes, teve o propósito de estimular a troca de  experiências sobre cuidados paliativos, ética médica e Bioética na terminalidade da vida.

Os conselheiros do Conselho Regional de Medicina do Estado de São Paulo (Cremesp), Reinaldo Ayer de Oliveira e Clóvis Francisco Constantino, representaram o Cremesp na ocasião e compuseram a mesa de abertura do evento. Ayer, que também é coordenador do centro de Bioética do Cremesp, ressaltou a importância de levar o tema para a população. “Normas como as Diretivas Antecipadas de Vontade só fazem sentido quando são apropriadas pelas pessoas, e é isso que estamos tentando fazer aqui”, afirmou.

O médico e vereador Gilberto Natalini, apoiador do evento e presente ao simpósio, também falou sobre a necessidade de discutir e superar o medo de pensar na morte. “Nós precisamos encontrar a melhor maneira de enfrentar essa questão, levantar os pontos e debater”, disse.

A mesa de abertura foi composta, também, por Cláudia Fló, presidente do Departamento de Gerontologia da Sociedade Brasileira de Geriatria e Gerontologia (SBGG) e do Conselho Estadual do Idoso de São Paulo; Tiago Pugliese Branco, secretário da Diretoria Regional Sudeste da Academia Nacional de Cuidados Paliativos (ANCP); Silvio Eduardo Valente, presidente da Comissão de Direito Médico da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB) – Seção São Paulo; Ana Paula de Oliveira Ramos, coordenadora da Comissão Nacional de Medicina Paliativa da Associação Brasileira de Medicina (AMB); e Sandra Gomes, coordenadora do Idoso da Prefeitura de São Paulo.

*Informações do Cremesp

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *