Conselho repudia CPI que questiona Icesp sobre pesquisa da “pílula do câncer”

Por em dezembro 15, 2017

O Conselho Regional de Medicina do Estado de São Paulo (Cremesp) repudiou, por meio de nota pública, a instauração da Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) para investigar a atuação do Instituto do Câncer de São Paulo (Icesp), durante as pesquisas sobre a eficácia da “pílula do câncer”, como ficou popularmente conhecida a substância sintética fosfoetalonamina.

O estudo, conduzido pelo Icesp, que teve início em julho de 2016, é a melhor evidência científica sobre a efetividade da substância. Em março deste ano, como a pesquisa não obteve os resultados mínimos exigidos, o Instituto decidiu não incluir novos pacientes no tratamento.

Diante do exposto e considerando o histórico do Icesp em seu incansável trabalho no tratamento de pacientes oncológicos, o Cremesp defende e reitera que o interesse social deve prevalecer quando o assunto é a saúde das pessoas, que devem contar com uma Medicina de qualidade e, ao mesmo tempo, ligada aos avanços da ciência para a melhora ou cura de determinadas enfermidades, sempre com o compromisso ético e voltado, primordialmente, ao interesse da cada cidadão que necessite de atendimento e atenção.

Confira a nota completa da Câmara Técnica de Clínica Médica do Cremesp neste link.

*Informações do Cremesp

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *