CFM publica manifesto em defesa da democracia e contra a corrupção

Por em dezembro 1, 2016
Em nota, o Conselho Federal de Medicina (CFM) encaminhou aos 426 mil médicos do País manifesto em defesa da democracia e contra a corrupção. O texto se refere ao projeto aprovado, na madrugada desta quarta-feira (30), pela Câmara dos Deputados, com uma série de mudanças na proposta de 10 medidas contra a corrupção, apresentadas inicialmente pelo Ministério Público. No documento, o CFM conclama os parlamentares eleitos nos Estados a adotarem “uma postura íntegra e cidadã”.
Leia a seguir a íntegra da nota:
MANIFESTO EM DEFESA DA DEMOCRACIA E CONTRA A CORRUPÇÃO
Diante dos recentes fatos ocorridos no Congresso Nacional, quando interesses de grupos específicos ameaçam sobrepujar a vontade maior e legítima da sociedade, que espera ver o Brasil se tornar uma Nação alicerçada na ética e na justiça, o Conselho Federal de Medicina (CFM) – representante de 426 mil médicos – conclama os parlamentares eleitos nos Estados a adotarem uma postura íntegra e cidadã.

O País atravessa delicado momento em sua história, no qual a sobrevivência da democracia depende diretamente da forma isenta como as instituições se comportam. Para tanto, elas devem ter como parâmetro o respeito à vontade popular, que exige a adoção urgente de medidas que possibilitem rigoroso combate à corrupção e o fim da impunidade e dos privilégios, fortalecendo-se o Princípio jurídico e republicano de que a lei é para todos.

Assim, o CFM, em nome dos médicos brasileiros, manifesta, publicamente, seu compromisso inarredável com a defesa da democracia e com a luta contra as irregularidades e os abusos no uso dos recursos públicos, que causam, dentre outros efeitos deletérios, graves problemas no financiamento e na gestão do Sistema Único de Saúde (SUS).

CONSELHO FEDERAL DE MEDICINA

MANIFESTO EM DEFESA DA DEMOCRACIA E CONTRA A CORRUPÇÃO

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *