Caso Biotech: TJRJ revoga liberdade provisória de acusados de fraude

Por em janeiro 11, 2016

O desembargador da 7ª Câmara Criminal do Tribunal de Justiça do Estado do Rio de Janeiro (TJRJ), Joaquim Domingos de Almeida, expediu mandado de prisão, nesta sexta-feira, dia 8, contra Cristina Isabel Cezário Turatti, João Mauro Turatti e Maurílio Turatti, acusados de participarem de um esquema de fraude em contratos da Prefeitura do Rio com a Organização Social (OS) Biotech na administração dos hospitais Pedro II, em Santa Cruz, e Ronaldo Gazolla, em Acari. O magistrado revogou decisão que deferiu liberdade provisória em favor dos três réus durante o Plantão Judiciário no dia 22 de dezembro do ano passado.

“Revogo a decisão que deferiu pela liberdade provisória em favor de Cristina Isabel Cezário Turatti, João Mauro Turatti e Maurílio Turatti”, destacou o magistrado.

No dia 18 de dezembro, antes da decisão do Plantão Judiciário, a 7ª Câmara Criminal havia negado o pedido de habeas corpus apresentado pela defesa dos três réus.

HC nº 0075311-70.2015.8.19.0000

*Informações do TJRJ

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *