Câmara promove debate sobre compras de eritropoetina sem licitação

Por em maio 2, 2017

A Comissão de Fiscalização Financeira e Controle promove debate nesta quarta-feira (3) com o objetivo de esclarecer sobre inexigibilidades para aquisição de eritropoetina humana recombinante que, entre 2005 a 2016, ultrapassam a quantia de R$ 1 bilhão com a empresa cubana CIMAB S.A. O debate foi sugerido pelo deputado Hugo Motta (PMDB-PB).

A eritropoietina é indicada no tratamento da anemia associada à insuficiência renal crônica, incluindo os pacientes em diálise. Visa elevar ou manter o nível de hemácias no sangue (expresso pelo nível de hematócrito ou de hemoglobina), reduzindo o número de transfusões nestes pacientes. Também utilizada em pacientes com Aids ou ainda em pacientes oncológicos com malignidades de origem não mielóide, cuja anemia se origine diretamente do efeito da quimioterapia.

“Por se tratar de uma importante empresa pública Bio Manguinhos, vinculada a Fiocruz, e seus valores elevados para aquisição da substância eritropoetina humana recombinante através de inexigibilidade de licitação entre 2005 e 2016 com a empresa cubana CIMAB S.A se faz necessário esclarecer a comissão de Fiscalização Financeira e Controle a utilização e aplicação dos recursos públicos”, afirma o parlamentar.

Para o debate, foram convidados dirigentes da Bio Manguinhos Artur Roberto Couto; Maria da Luz Leal; Lorena Drumond; e Antônio de Pádua Barbosa.

O debate será realizado às 11 horas, no plenário 9.

*Informações da Agência Câmara

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *