Anvisa publica orientações para hospitais de campanha

Por em Abril 13, 2020

A Anvisa elaborou uma nota técnica com orientações gerais sobre os hospitais de campanhas, durante o enfrentamento da emergência em saúde pública causada pela Covid-19.

Nota Técnica (NT) 69/2020 traz recomendações de como estruturar essas unidades, auxiliando na fase de mitigação quando evidenciada a possibilidade de superação da capacidade de resposta hospitalar para atendimento dos casos graves, adaptação e ampliação de leitos e áreas hospitalares, bem como a contratação emergencial de leitos de UTI.

Destaca-se que as diretrizes podem ser complementadas e adaptadas à realidade local, conforme os planos de contingência dos estados e municípios. O documento trata também da parceria com os corpos de bombeiros locais quanto às instalações de segurança e de proteção contra incêndio.

É importante ressaltar que os parâmetros apresentados no quadro anexo da nota são para os hospitais de campanha que prestam atendimento a pacientes adultos com a Covid-19, especialmente os casos em que ainda são necessárias precauções quanto à transmissão, não requeiram o nível de atendimento em unidade de terapia intensiva, ou em que o paciente não pode permanecer no seu domicílio ou retornar a ele por orientação médica.

Outras recomendações

A publicação aborda ainda requisitos além das recomendações estruturais, tais como:

  • Equipe assistencial e de apoio treinada e em quantidade adequada.
  •  Disponibilização de álcool em gel nos locais de atendimento, corredores de circulação, entradas e demais ambientes.
  • Gerenciamento logístico para garantir suprimentos, medicamentos e equipamentos suficientes em todo o período de funcionamento e dispor de retirada e transporte adequado dos exames ao laboratório de referência.
  • Fornecer orientações assistenciais e sobre o fluxo de atendimento dos pacientes, que deve ser de conhecimento de todo profissional envolvido no atendimento; orientações de recomendação para higienização das mãos, uso de equipamentos de proteção individual, limpeza dos ambientes, equipamentos e mobiliário e gerenciamento dos resíduos; e treinamento sobre as rotinas de fluxos que serão realizados.

Acesse a íntegra da Nota Técnica (NT) 69/2020.

Confira também o anexo com Recomendações para Unidades Alternativas de Assistência à Saúde.

*Informações da Anvisa

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *