Anvisa abre consulta sobre métodos de farmacognosia e plantas medicinais

Por em abril 25, 2016

A Anvisa abriu uma consulta pública sobre métodos de farmacognosia. A Consulta Pública nº 159 propõe incluir um capítulo sobre métodos de farmacognosia na Farmacopeia Brasileira.

O período para contribuições vai até o dia 16 de junho. Os interessados podem enviar sugestões por meio de formuláriodisponível no site da Agência.

O capítulo farmacopeico dos métodos de farmacognosia propostos é uma revisão da quinta edição da Farmacopeia Brasileira, que descreve métodos gerais para utilização em produtos fitoterápicos, para a sua incorporação na sexta edição do documento.

Clique aqui e saiba mais sobre a Consulta Pública nº 159

 


PLANTAS MEDICINAIS

A Anvisa também abriu quatro consultas públicas que tratam da inclusão de monografias sobre derivados de plantas medicinais e drogas vegetais na Farmacopeia Brasileira.

As consultas incluem a proposta de inclusão de monografias de drogas vegetais, além de óleos, gorduras, ceras, tinturas e extratos fluídos derivados de plantas medicinais.

A proposta descrita na Consulta Pública nº 160, que inclui monografias de óleos, gorduras e ceras de plantas medicinais e na Consulta Pública nº 161, que trata sobre monografias de tinturas de plantas medicinais, já estão abertas a contribuições. O prazo termina em 16 de junho.

A Consulta Pública nº 162, que propõe monografias de extratos fluídos de plantas medicinais e a Consulta Pública nº 163, que inclui monografias de drogas medicinais, também já estão com o prazo de contribuição aberto e o último dia para oferecer sugestões e críticas é até o dia 17 de junho.

Clique aqui e acesse a página das Consultas Públicas

*Informações da Anvisa

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *